"Ela era tudo para mim”, diz pai de estudante morta em incêndio no bairro Mangabeira


O vigilante Mário Jorge dos Santos, morador do bairro Asa Branca, esteve no Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Feira de Santana e afirmou que se tratava da filha, Bárbara Braz Pereira, 20 anos, a jovem que morreu durante o incêndio ocorrido nesta terça-feira (4), no Residencial Iguatemi I, bairro Mangabeira, em Feira de Santana.

Em entrevista, Mário contou que a filha em ato de desespero tentou atravessar as chamas e pode ter tropeçado em algum fio e caiu. A mãe da jovem, Nelcione Souza Braz, também se queimou e foi socorrida em estado grave para o Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA). Ele informou que soube do incêndio através do aplicativo whatsapp, e tentou contato com a filha, sem sucesso, quando foi avisado por uma tia dela sobre a morte.

Bastante emocionado, o vigilante disse que a filha nunca deu trabalho, sonhava em se formar em medicina e chegou a fazer prova do Enem, no mês passado."Minha filha, tão boa, 20 anos, falava comigo todas as noites no meu plantão. Antes de ontem disse que iria passar o natal comigo, pra eu tomar cuidado no trabalho. Disse que me amava, pois a gente sempre se declarou um pra o outro, pois ela era tudo pra mim”, relembrou o pai em entrevista ao repórter Denivaldo Costa.

Às 17h desta terça-feira (4), a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia, distribuiu nota oficial sobre as vítimas do incêndio. Confira na íntegra:

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) informa que o incêndio ocorrido em uma das unidades do residencial Iguatemi I, no bairro Mangabeira, em Feira de Santana, vitimou oito pessoas.

Destas, uma foi a óbito no local do acidente, conforme informado pelo comando do Corpo de Bombeiros, e sete foram internadas no Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA), em Feira de Santana.

As vítimas chegaram no HGCA com queimaduras de  segundo e terceiro graus. As mais graves, passaram por atendimento protocolar para grandes queimados, sendo transferidas, através do Grupamento Aéreo da Polícia Militar (Graer), para a unidade especializada em queimados do Hospital Geral do Estado (HGE). Dos sete internados no HGCA, quatro foram transferidos para o HGE, um teve alta médica, e dois permanecem internados.

Fonte: Blog Central de Polícia
Share on Google Plus

Sobre Santiago Live

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário