Bolsonaro diz que reforma da Previdência deve ser fatiada



O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), disse que é forte a tendência de a reforma da Previdência ser fatiada (aprovada em diferentes fases). A ideia, segundo ele, é "aumentar a idade mínima [para a aposentadoria] em dois anos para todo mundo", mantendo a diferença de idade entre homens e mulheres. Bolsonaro também disse que estuda mudanças na reforma trabalhista. Para ele, a atual legislação está dificultando empregar no Brasil.


O Tribunal Superior Eleitoral aprovou com ressalvas as contas de campanha da chapa de Bolsonaro e de seu vice, o general da reserva Hamilton Mourão (PRTB). A decisão foi por unanimidade na noite de ontem. A chapa de Bolsonaro arrecadou mais de R$ 4,3 milhões e declarou gastos de R$ 2,4 milhões, segundo dados do TSE. Para os analistas que avaliaram as contas, houve "impropriedades e irregularidades que, no conjunto, não comprometeram a regularidade".


Cansados de esperar, imigrantes centro-americanos retidos no limite que separa o México dos Estados Unidos romperam a cerca de fronteira no início da semana, arriscando-se a uma detenção quase certa das autoridades dos EUA, mas esperando que a entrada ilegal resulte em um pedido de asilo. Desde meados de outubro, milhares de pessoas de países da América Central, a maioria de Honduras, atravessaram o México em uma caravana rumo ao norte, mirando os EUA, alguns realizando a maior parte da longa jornada a pé.

A futura ministra da Agricultura, Tereza Cristina (DEM-MS), quer a criação de uma secretaria especial vinculada à Presidência da República para cuidar dos direitos indígenas. Bolsonaro tirou a Funai (Fundação Nacional do Índio) do Ministério da Justiça, mas o destino do órgão permanece incerto.
Share on Google Plus

Sobre Santiago Live

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário