Vítima de acidente com ônibus escolar teve o rosto queimado e aguarda regulação para Salvador


A mãe de uma das vítimas do acidente ocorrido na manhã de domingo (25), na BR-116, envolvendo um ônibus escolar e uma carreta, está no Hospital Geral Clériston Andrade desde ontem aguardando a transferência do filho para o setor de queimados do Hospital Geral do Estado, em Salvador.

Hélia Maria Gomes Costa contou ao Acorda Cidade que o filho André Luís Costa Moura, de 17 anos, teve o rosto queimado no acidente e está com braços e pernas inchados.
“O acidente aconteceu umas 10h e eu fiquei sabendo às 11h. Consegui chegar aqui no hospital, às 18h, e meu filho já estava aqui internado. Eu estava em Salvador, na casa de apoio, e a ambulância foi me buscar. É uma tragédia, mas graças a Deus meu filho está vivo. Ele está transtornado, com o rosto todo queimado, braços e pernas inchados. Ele precisa de regulação para Salvador e até agora nada. Eu pergunto toda hora e eles só dizem para esperar, que vai resolver. Como mãe estou desesperada, meu filho é um adolescente vaidoso, se arruma muito, e ele está muito preocupado com a situação em que se encontra hoje”, informou.
A mãe de André disse que ele toca na Fanfarra de Euclides da Cunha há pouco tempo. Ele é um dos jovens que participaria do concurso de bandas e fanfarras em Antônio Cardoso, e estava no ônibus que colidiu frontalmente com uma carreta, no trecho da cidade de Santa Bárbara. Seis pessoas morreram e 32 ficaram feridas. 
Foto: Ed Santos/Acorda Cidade
Fonte: Com informações do repórter Paulo José do Acorda Cidade
Share on Google Plus

Sobre Santiago Live

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário