Temer aprova reajuste salarial ao STF; Fux revoga auxílio-moradia de juízes



O presidente da República, Michel Temer (MDB), sancionou o reajuste salarial de 16,38% para ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) e para o procurador-geral da República. Hoje em R$ 33,7 mil mensais, os salários irão para R$ 39,2 mil. Logo depois da sanção, o ministro do STF e relator do tema, Luiz Fux, revogou o auxílio-moradia para juízes e membros do MPF (Ministério Público Federal), procuradorias e tribunais de contas. 


Após reportagem do UOL, o corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, determinou que o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) preste informações atualizadas sobre a tramitação do processo que o bicheiro Carlinhos Cachoeira responde no órgão, relata o repórter Eduardo Militão. Há seis anos, o empresário foi condenado em primeira instância a 39 anos de prisão e ao pagamento de multa de R$ 3,8 milhões como réu na Operação Monte Carlo, da Polícia Federal. Até hoje o tribunal não julgou o recurso e ele permanece solto. 


Por causa da cúpula do G20, que acontece na sexta-feira (30) e no sábado (01), Buenos Aires vai ficar dois dias sem metrô e trens, terá bairros inteiros fechados e restrições à circulação, conta, direto da capital argentina, a repórter Talita Marchao. O G20 reúne líderes de 19 grandes economias mundiais mais a União Europeia. Da América do Sul, estão presentes apenas o Brasil e a Argentina. Para evitar um caos na cidade de 2,9 milhões de habitantes, autoridades decretaram feriado na sexta-feira e pediram que os portenhos aproveitem para sair da capital. 

Depoimentos ainda inéditos da delação premiada do ex-ministro petista Antônio Palocci devem trazer como alvo a ex-presidente Dilma Rousseff e preocupam integrantes do PT, revela a coluna de Mônica Bergamo na Folha.

Fonte: ResumododiaUOL
Share on Google Plus

Sobre Santiago Live

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário