Maioria do STF vota a favor de indulto de Temer; pedidos de vista adiam decisão



A maioria dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) votou a favor de manter as regras previstas no decreto de indulto de Natal publicado pelo presidente Michel Temer (MDB) em dezembro de 2017, que afrouxou as regras para o perdão da pena de condenados por corrupção e pelos chamados crimes do colarinho branco. Mas a decisão foi adiada por dois pedidos de vista.

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), afirmou que a proposta atual da reforma da Previdência, que tramita no Congresso Nacional, é "um pouco agressiva para o trabalhador". Segundo ele, o novo texto, elaborado por sua equipe econômica, será enviado ao Legislativo no início do próximo mandato e será diferente do atual nesse aspecto. 

A Polícia Civil de São Paulo afirmou saber quem são todos os integrantes do PCC(Primeiro Comando da Capital), após a prisão de um suspeito de integrar a facção criminosa em São Miguel Paulista, bairro da zona leste da capital paulista. Com ele, foram encontradas supostas listas de todos os membros da organização. A Polícia não deu detalhes de quantos são os integrantes. A operação Echelon, finalizada no primeiro semestre por policiais civis de Presidente Venceslau (SP), onde está presa a cúpula da facção, apontava que a facção havia se expandido para todo o país e atingido a marca de 40.000 membros.

prisão do governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (MDB), em operação da Polícia Federal deixou dúvidas sobre qual o teor das suspeitas que recaem sobre ele por conta do sigilo das investigações. A Procuradoria-Geral da República e a Polícia Federal informaram que o político participava de uma organização criminosa e recebia vantagens financeiras em troca de benefícios do estado em continuidade do esquema do ex-governador Sérgio Cabral (MDB). No entanto, não foi informado quem pagou e que vantagens foram supostamente concedidas. Pezão foi preso pela manhã no Palácio Guanabara, sede do governo fluminense no bairro de Laranjeiras, na zona sul carioca, em operação da PF nomeada "Boca de Lobo". Em entrevista à imprensa, a procuradora-geral da República, Raque Dodge, informou que ele recebeu R$ 25 milhões em propinas (R$ 39,1 milhões em valores atualizados) entre 2007 e 2015, período em que exerceu a função de vice-governador nas gestões de Cabral.

Fonte: ResumododiaUOL
Share on Google Plus

Sobre Santiago Live

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário