Homens e máquinas intensificam duplicação da BR 116 Norte


Máquinas e operários estão concentrados na preparação do solo das pistas que duplicarão a BR 116 – Norte entre Feira de Santana e Serrinha, distante cerca de 70 quilômetros. O serviço está sendo feito em trechos da rodovia próximos ao distrito de Maria Quitéria.

Motoniveladoras rasgam o terreno onde os rolinhos depois fazem a compactação do solo. O vai e vem destas máquinas pesadas e de caçambas é intenso durante todo o dia.
Dentro de mais algumas semanas o solo, que está sendo corrigido na sua base, vai estar preparado para receber o material que antecede a principal camada de asfalto. A duplicação também é resultado de esforço da Prefeitura de Feira de Santana. A empresa responsável é a Amorim Barreto Engenharia.
A construção de mais duas pistas neste trecho da rodovia, por onde diariamente passam milhares de veículos, é considerada de extrema necessidade pelos motoristas, que afirmam que a duplicação vai tornar a 116 mais segura e melhorar sensivelmente a fluidez dos veículos.
Vai acabar com um problema que vem sendo observado no trecho entre os dois município: o tráfego pesado durante os domingos e nos feriadões, quando se registra aumento no retorno dos motoristas para Feira ou Salvador.
A presença de veículos pesados na rodovia aumentou com a construção da ponte sobre o rio São Francisco, no distrito de Ibó, em Abaré. Antes, seguiam pelas BRs 324 e 407 até Juazeiro, onde atravessavam o rio pela ponte Getúlio Vargas para chegar a alguns estados no Nordeste.


Share on Google Plus

Sobre Santiago Live

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário