Trechos do hino de Feira podem ter sofrido plágio em cidade pernambucana, suspeita vereador


Acorda Cidade - O hino a Feira de Santana, criado por Georgina Erisman para homenagear a Princesa do Sertão, pode ter sofrido plágio. A suspeita é do vereador Roberto Tourinho (PV). Em pronunciamento na Câmara, ele informou que está averiguando a situação.


Segundo Roberto Tourinho, a descoberta aconteceu através de um amigo chamado Hiram Freire, que pesquisando sobre a cidade na internet descobriu que a cidade de Flores, fundada em 11 de setembro de 1858 em Pernambuco, possui um hino com estrofes praticamente iguais às do hino feirense. Em alguns trechos, mudou-se apenas uma palavra de um hino para outro.

O vereador Cadimiel Pereira sugeriu que Tourinho fizesse um requerimento à cidade de Flores, para saber o período em que hino da cidade pernambucana foi criado para ajudar na conclusão sobre quem plagiou quem.

“O hino de Feira de Santana, segundo o historiador, professor e pesquisador Carlos Melo, feito por Georgina Erisman, data de 1928. O saudoso professor Oscar Damião, que também foi pesquisador e escritor, diz que o hino é de 1930. Se for de 30 tem 88 anos, se for de 1928 tem 90 anos. Em uma pesquisa feita pelo nosso amigo Hiram Freire, ele identificou e está na internet que existe uma cidade de Pernambuco chamada Flores, que tem uma população de 22 mil habitantes, faz aniversário no dia 11 de setembro, foi fundada em 1858 e tem 160 anos. Feira tem 185 anos, ou seja, 25 anos a mais que a cidade de Flores”, analisou o vereador, em entrevista ao Acorda Cidade.

E continuou: “Nessa pesquisa, nós identificamos que a primeira estrofe do hino de Feira é: ‘Salve ó terra formosa e bendita, paraíso com o nome de Feira. Toda cheia de graça infinita, és do norte a princesa altaneira’. Na cidade de Flores, a primeira estrofe diz: ‘Salve ó terra formosa, tu és bendita. Nosso lar com nome de Flores. Toda cheia de graça infinita, do sertão és a fada de amores’.

Já a segunda estrofe do hino de Feira, conforme demonstrou Roberto Tourinho, é quase igual à segunda estrofe do hino de Flores. “Em feira diz: “Bem nascida entre verdes colinas, sob o encanto de um céu azulado. Ao estranho tu sempre dominas com poder do teu clima sagrado. Na cidade de Flores é: ‘Bem nascida entre verdes colinas, sob o encanto de um céu azulado. Ao estranho tu sempre dominas, com o poder do teu riso sagrado’, ou seja, foi mudado apenas clima para riso.”

Veja a comparação entre os dois hinos:


Ele destacou que das quatro estrofes do hino de Flores, duas são exatamente iguais às do hino de Feira. O vereador ressaltou que é preciso saber quem fez o hino primeiro.

“Vamos fazer um requerimento na Câmara de vereadores, porque na internet tem o hino, tem a letra, que foi escrita por Maria Florentino e a melodia por Petronílio Malaquias, mas não diz o ano. A cidade de Flores tem 160 anos, e nós temos 185 anos, porém não sabemos quem construiu primeiro. Vou visitar o instituto histórico e geográfico de Feira de Santana e vou levar o que nós identificamos. Estamos falando de um hino que tem 88 ou 90 anos, então vamos fazer um requerimento e esperar que o município de Flores responda, para que saibamos em que ano foi feito o hino da cidade de Flores, em Pernambuco”, disse.
Share on Google Plus

Sobre Santiago Live

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário