Intolerância e racismo religiosos são tema de formação para professores de História


Promover a sensibilização dos professores para tratar no contexto pedagógico a diversidade religiosa. Foi este o objetivo da formação para professores de história, promovida pela Secretaria Municipal de Educação. O encontro contou com a presença do pastor Jorge Nery, presidente do Comitê Interreligioso e de Liberdades Laicas de Feira de Santana (Cointer), que discutiu com os professores intolerância e racismo religiosos.

Durante a formação, os professores abordaram a diversidade religiosa dentro do ambiente escolar, que deve ser tema de debate entre alunos, professores, comunidade e também com a equipe de gestão. Eles participaram de rodas de conversa e fizeram a socialização sobre a realidade vivenciada em sala de aula.

Celebrar a diversidade​
“Este é um momento de conversa, para lembrarmos aos professores o quão necessário é celebrar a diversidade, manter ambientes de paz na convivência entre aquelas pessoas que possuem ou não possuem crenças, com respeito e aprendizado mútuo”, defende José Nery.
“Nós, do Cointer, entendemos que o espaço escolar é a casa de todos e é também o ambiente propício à construção de uma sociedade cada vez mais democrática”, argumenta Nery. O pastor lembra que ainda existe muita intolerância, racismo e preconceito até mesmo nas escolas e o que o ato de escutar e socializar estes problemas “contribui para o melhor enfrentamento destes entraves de forma sensível e inteligente”.

Share on Google Plus

Sobre Santiago Live

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário