CPRL combate poluição sonora e crimes decorrentes



Nos últimos trinta dias, o Centro Integrado de Comunicação - CICOM (190) recebeu mais de 65 mil ligações, com queixas e denúncias, das quais cerca de 26% correspondem a denúncias de poluição sonora ou de crimes decorrentes dela, totalizando uma média de 882 denúncias dessa natureza.


No intuito de dirimir o problema, o Comando de Policiamento da Região Leste - CPRL tem efetuado a Operação “Feira Quer Silêncio”, que é realizada às sextas, aos sábados e aos domingos, com vistas a coibir não apenas os crimes de perturbação do sossego, como também os diversos crimes oriundos dela, a exemplo de rixas, lesões corporais, agressões à mulher e até homicídios. A operação leva em conta a dinâmica da sociedade e os índices de ocorrência.

Para o funcionamento da operação, o CPRL designa, em regime extraordinário, guarnições policiais militares para atuarem especificamente na prestação de apoio às viaturas das Secretarias de Meio Ambiente e de Trânsito. Essas equipes realizam rondas na cidade, nos horários críticos e nos locais onde o estudo da mancha criminal apontou o registro frequente de poluição sonora e dos diversos crimes correlatos. Além disso, prestam pronto atendimento às chamadas do CICOM (190) para ocorrências dessa natureza.

Como resultado das diligências, foram expedidas 27 notificações e apreendidos 16 equipamentos sonoros nos últimos trinta dias. Número que já se elevou no primeiro fim de semana do mês de setembro, em que foram apreendidos dois aparelhos de som automotivos, dois aparelhos de som em estabelecimento, notificados sete residências e estabelecimentos, além de três veículos notificados.

Fonte: Políciaéviola

Share on Google Plus

Sobre Santiago Live

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário