Comerciantes dialogam com prefeitura sobre Shopping Popular; obra deverá ser concluída em fevereiro


Na manhã desta terça-feira (11), comerciantes, empresários, representantes da Associação Comercial de Feira de Santana (Acefs), Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e prefeitura municipal, se encontraram no Centro de Abastecimento, nas obras do Shopping Popular para discutir sobre um estudo feito pelo Sebrae sobre pacto de requalificação do centro comercial da cidade. O Shopping Popular é uma das ações do pacto e, segundo o presidente da Acefs, Marcelo Alexandrino, o equipamento deverá ficar pronto em fevereiro de 2019.

“Na realidade, os comerciantes vieram aqui para conhecer a obra do Centro Comercial Popular, a evolução dela e sobre quando ela deve ser concluída. Todos tiveram certeza absoluta que o projeto está andando e será concluído. Vamos entregar ao prefeito e ao secretário Borges Júnior, um documento no qual nós com a ajuda do Sebrae conseguimos condensar as expectativas dos comerciantes do centro comercial de Feira de Santana. O objetivo do Pacto da Feira criado desde o último governo de José Ronaldo é requalifica o centro comercial. O shopping é um meio para isso acontecer”, explicou.
Implementações
Marcelo Alexandrino informou que a ação de requalificação do centro comercial vai atender às expectativas de muitos comerciantes. Isso inclui um novo calçadão, fiação elétrica embutido, além de segurança e paisagismo. Essas implementações, na opinião dele, vão atrair clientes de toda a macrorregião de Feira de Santana e com isso fazer a cidade mais forte economicamente.
Ele avaliou a reunião de hoje como positiva e destacou que cerca de 60 comerciantes participaram. Foram eleitos três representantes que junto com a Acefs, CDL e prefeitura poderão sentar e dialogar sobre toda a conjuntura do Shopping Popular.
Sobre o estudo elaborado pelo Sebrae, ele frisou que esse estudo retrata que o comerciante do centro da cidade está cansado de viver em desordem.
“Eles querem ordem, limpeza, segurança e precisa-se ter um projeto que a gente venha abraçar e integrar esse comerciante. O comerciante estabelecido que paga os seus impostos, que paga aluguel e proprietários e que empregam formalmente pessoas com os seus registros em carteiras de trabalho. Eles precisam desenvolver seu trabalho. Quando a gente vê hoje as calçadas ninguém pode andar, eles querem fiscalização e a possibilidade das pessoas circularem livremente no centro comercial da cidade e fazer suas compras. É essa expectativa que está transposta no documento e que já foi entregue ao secretário Antônio Carlos Borges Júnior. A partir de agora a gente vai começar a depurar esse documento junto com o projeto da própria prefeitura”, salientou.
O presidente da Acefs afirmou que a obra do Shopping Popular deverá ser entregue até janeiro de 2019 e a expectativa é o aquecimento do comércio com as datas próximas à inauguração como Dia das Mães e ao período junino.
Fonte: Acorda Cidade
Share on Google Plus

Sobre Santiago Live

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário