Decretado luto de três dias pela morte do feirense Edivaldo Boaventura


O prefeito Colbert Martins Filho decretou luto oficial de três dias, no Município, em virtude da morte do feirense Edivaldo Machado Boaventura. O professor, escritor e advogado faleceu nesta quarta-feira, 22, aos 84 anos, em Salvador, após complicações devido a um cateterismo a que foi submetido recentemente.  Seu corpo será sepultado nesta quinta, às 15 horas, na capital.

“Feira de Santana perde um filho talentoso e muito querido, uma das nossas maiores personalidades, sem dúvida. A Bahia e o Brasil deixam de contar com um dedicado e competente educador, homem das letras, íntegro em toda a sua trajetória de vida pública”, disse o prefeito Colbert Martins.
Edivaldo Boaventura notabilizou-se na vida acadêmica, mas também cumpriu longo período como diretor geral do jornal  A Tarde. Jamais esqueceu de Feira de Santana, sua terra, sempre visitando a cidade para rever familiares e amigos, além de registra-la em inúmeros textos que escreveu.
 
Nascido em dezembro de 1933, o professor Edivaldo Boaventura era filho de Osvaldo Abreu Boaventura e Edith Machado Boaventura. Ele foi secretário de Educação e Cultura da Bahia em duas ocasiões: a primeira no período de 1970 a 1971 e a segunda de 1983 e 1987. Criou a Universidade do Estado da Bahia (Uneb), instituição da qual foi reitor e participou ativamente da criação da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs).
Share on Google Plus

Sobre Santiago Live

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário