Evento na FTC discute importância da preservação ambiental para a qualidade de vida



“Somos todos inquilinos do universo, mas maltratamos nossa casa e temos cada vez mais indicativos de perda da qualidade de vida”. A declaração do Arcebispo Emérito de Feira de Santana Dom Itamar Vian, na manhã desta quarta-feira (4/4), na FTC, pode ser entendida como um chamamento à humanidade para a necessidade de preservação do meio ambiente. Ele foi o palestrante do evento promovido pela promovida pela Universidade Aberta de Meio Ambiente e Cidadania Sustentável (UNIMACS).


O tema da palestra, realizada no Auditório Professora Terezinha Mamona,foi “A importância da religião no desenvolvimento dos valores socioambientais”, mas Dom Itamar Viannão se ateve aos aspectos ambientais e religiosos. Ele falou também de questões sociológicas e éticas e, principalmente, da necessidade de entendimento de que a ecologia tem como ponto fundamental o ser humano.Autor de 30 livros e mais de 1.000 crônicas publicadas em jornais da cidade, o Arcebispodestacou o consumo inadequado da água como um dos problemas mais preocupantes.

O religioso informou que existem estudos indicando que se toda a população tivesse acesso a água potável desde o início da vida não haveria doenças como tuberculose, hanseníase e até aids, que se instala no ser humano porque não encontram resistência. Segundo ele, as igrejas – sejam católicas ou não – estão lançando a campanha “Saneamento já”. O objetivo da ação, que prevê uma série de medidas, é exatamente preservar o meio ambiente e, consequentemente, elevar a qualidade de vida das pessoas.

Ao dar as boas vindas ao palestrante e participantes do evento, o professor Cristiano Lôbo, diretor da Rede FTC, destacou a importância de sensibilizar a sociedade e reafirmou o compromisso da Instituição em formar não somente profissionais qualificados, mas cidadãos comprometidos com as questões socioambientais. Citando Paulo Freire, ele disse que “se a educação sozinha não transforma, sem ela não há transformação da sociedade”. A parceria com a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, e a Arquidiocese de Feira de Santana também mereceu destaque por parte de Cristiano Lôbo.

Para o secretário municipal de Meio Ambiente, Sérgio Carneiro, o meio ambiente é pauta obrigatória do século XXI pela importância e abrangência do tema. Ao apresentar o palestrante, ele falou sobre desmatamento, aterramento de lagoas, ocupação irregular do solo e especulação imobiliária como os principais problemas ambientais de Feira de Santana. “A população está crescendo e consumindo mais, sem preocupação com a reposição de nossos recursos”, observou, citando outras agressões ambientais, como a poluição sonora.

“Eventos como esse servem para reflexão e consolidam o projeto da UNAMACS”, avaliou a coordenadora da Universidade Aberta, Elizângela Lucena. Segundo ela, o objetivo é exatamente desenvolver os valores socioambientais e despertar a consciência da comunidade sobre preservação. O projeto da Instituição, que mantém uma programação de cursos gratuitos, é sustentado pelas parcerias com entidades comprometidas com o meio ambiente.

Share on Google Plus

Sobre Santiago Live

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário